Neuromarketing: Usando a Neurociência para Aumentar Resultados

download-1

 

O cérebro está no cerne de cada única decisão que os clientes fazem sobre seus produtos e serviços. Quando você quebra o código, uma visibilidade sem precedentes é concedida no comportamento do cliente. Mas que estratégias específicas os marketeiros estão usando?

Neuromarketing:

O Neuromarketing é o estudo da resposta sensório-motora, cognitiva e afetiva dos consumidores aos estímulos de marketing. Escavações profundas no comportamento do cliente para fornecer insights sobre o que os clientes pensam sobre seus produtos e serviços. Por exemplo, se as pessoas não estão comprando seu novo produto, poderia mudar algo simples, como a embalagem, cor ou tamanho do texto fazer uma diferença considerável?

Os comerciantes testam respostas com pessoas reais em tempo real usando uma variedade de estratégias, mas aqui estão alguns métodos populares.

MRI. Ressonância magnética Ressonância magnética
Pesquisadores de marketing rastream o fluxo de sangue do cérebro, veem como uma pessoa responde a uma variedade de pistas visuais e de áudio. Com esse método, os pesquisadores geralmente estão examinando as partes profundas do cérebro normalmente associadas ao prazer.

EEG. Um eletroencefalograma (EEG) é um teste que detecta a atividade elétrica em seu cérebro. Este método atribui eletrodos para o couro cabeludo (às vezes os eletrodos são colocados em uma tampa que se encaixa a cabeça firmemente) e é mais barato do que a ressonância magnética.

Você pensa…Mas nossa equipe de mkt não tem um orçamento para um MRI ou um EEG. Existem algumas ações poderosas que você ainda pode tomar em relação a isso.

Algumas Marcas que usam Neuromarketing

O cérebro é hardwired  para responder a determinados fatores em uma maneira específica, as marcas principais usaram o neuromarketing para gerar resultados maiores por diversos anos. Por exemplo, os comerciantes que querem entender por que os clientes estão comprando menos de um produto pode ganhar maior compreensão através de neuromarketing. Aqui estão alguns exemplos:
download

Frito-Lay: descobrindo informações inesperadas
Frito-Lay contratou uma empresa de neuromarketing para entender melhor o popular Cheetos alimentos lanche. Ele selecionou um grupo de clientes e digitalizou o cérebro de cada participante. O objetivo era medir as respostas a diferentes atributos sobre o popular lanche.

Os resultados foram surpreendentes. Os pesquisadores descobriram que a pegajosa poeira laranja que ficava nos dedos quando se comia o salgadinho era realmente desejável. Sim, você leu certo. Eles gostaram de ter suas mãos se transformam em uma bagunça brilhante e suja. A empresa alavancou esta nova informação para revisar sua campanha publicitária existente.

download-1
Coca-Cola: medindo emoções
A gigante de refrigerantes usa neuromarketing para avaliar as emoções do cliente sobre seus produtos. Ao contrário da abordagem de MRI ou EEG, a empresa utiliza uma técnica chamada codificação facial. Que grava expressões faciais. O processo é o seguinte:

A tecnologia é perfeitamente integrada, e com a permissão do participante, ele simplesmente registra seu rosto enquanto eles assistem anúncios dentro de um ambiente de pesquisa normal, interpretando automaticamente os estados emocionais e cognitivos do espectador, momento a momento.

Basicamente, a codificação facial retarda o vídeo dos sujeitos para encontrar aquelas emoções fugazes, verdadeiras que se registram por apenas uma fração de segundo, mas são capturadas em vídeo.

Nesse caso específico, os clientes são expostos a um pedaço de embalagem do produto e suas respostas são registradas e classificadas como positivas, negativas ou neutras. Esta estratégia é usada em conjunto com uma entrevista para identificar pontos de impacto para mudar. Por exemplo, a empresa descobriu que a cor, as imagens e até mesmo o tamanho do texto causavam um sério impacto.

download
PayPal:
descobrindo oportunidades de mensagens inesperadas
Por muitos anos, PayPal  messaging focou na segurança. Desde que vendeu serviços financeiros, era natural supor que os povos estiveram concernidos primeiramente com estes benefícios. No entanto, uma vez que a empresa começou a usar neuromarketing, eles descobriram uma mensagem ainda mais poderosa.

Os clientes queriam serviços seguros, mas também queriam algo mais… Velocidade e conveniência. Os clientes queriam enviar e receber dinheiro rapidamente e facilmente. Uma vez que isso foi descoberto, a empresa adotou uma nova abordagem de marketing e alavancou esses apelos.

 

download-3
Hyundai

O fabricante de carro deu participantes EEG caps e lhes pediu para examinar um protótipo de carro por uma hora. Hyundai cuidadosamente estudou suas respostas e usou os dados para fazer mudanças no design do carro.

Sabe aquele “cheirinho de carro novo? ” pois é, ele não foi usado a toa. Quando o consumidor compra um carro novo na maioria das vezes ele já estaria disponível não fosse o “spray” de carro novo que é passado no interior dos carros para que a sua memória afetiva lembre e deseje sentir novamente esse cheio de ano em ano.

Você quer usar a neurociência para começar a gerar resultados agora? Se assim for, aqui estão algumas dicas básicas que você pode implementar para o sucesso.

Humanização!
As marcas devem ter sentimentos. 80% das decisões de compra são tomadas de forma inconsciente. É um número impressionante que nos faz fugir do racional para o valor emocional.

Nas áreas de mídias sociais e marketing digital, neuromarketing pode nos ajudar a aprender muito melhor o nosso futuro cliente através de várias técnicas, como a análise morfológica de mensagens para obter razões não-racionais, porque algumas causam mais impacto do que outras, o “Eye-tracking” que estuda o comportamento dos olhos (dilatação, etc.), observando as reações do indivíduo para as redes sociais ou a análise emocional utilizando biossensores que medem a atividade emocional gerada na interação social. Um exemplo disso é a marca Marlboro.

download-4
O publico-alvo da marca eram os homens e pesquisas apontavam uma crescente venda entre as mulheres. Resultado da pesquisa: A pupila das mulheres dilatavam ao ver o cowboy, forte e viril montado em um cavalo selvagem.

Um exemplo da aplicação destas técnicas hoje em dia: São sites de redes sociais como o Pinterest e Instagram, o nosso cérebro reage mais rapidamente do que em outros, pelo fato de uma imagem influenciar a nossa percepção mais rapidamente, ou seja, transmite uma mensagem mais rapidamente, do que um texto.

1. Mantenha as fontes simples.
Um estudo conduzido por Hyunjin Song e Norber Schwarz na Universidade de Michigan descobriu o impacto das fontes no cérebro. Se você precisar de um cliente para concluir uma tarefa, use fonte grande. Um bom exemplo disso são as instruções de inicialização que você recebe com um novo computador ou impressora. Observe que a fonte é muito grande. Isso não é um erro. Fontes grandes ajudam os clientes a lembrar e simplificar tarefas.

2. Use a escassez para gerar maior resposta.
O cérebro é hardwired para reagir quando sente a escassez. Por exemplo, vamos dizer que um site tem uma oferta de tempo limitado, com um ótimo preço. Os clientes que pensam que não podem voltar mais tarde devem tomar uma decisão. Acelera o ciclo de vendas.

3. Alavancar atitudes congruentes.
Nick Kolenda, autor de ” Métodos de Persuasão” Cunhou o termo “atitude congruente”

 

4. Acorde o cérebro com palavras inesperadas.
O cérebro está ligado para prever o que vem a seguir. Por exemplo, se alguém diz, “é como uma agulha em um “espaço em branco” Você automaticamente diz: ” palheiro.”

 

NOSSO CÉREBRO AMA IMAGENS

Nossa mente processa imagens muito mais rápido que textos. Não é à toa que as ferramentas de Design Thinking são baseadas em imagens: aproximadamente 90 por cento de toda a informação que o cérebro processa é visual.

NOSSO CÉREBRO TAMBÉM AMA IMAGENS DE ROSTOS

A Netflix é a maior prova de marca que já testou e entendeu este ponto, Desde o nascimento, nós somos ligados à rostos humanos para reconhecer nossos pais, por exemplo. Por isso, campanhas que mostram as características do ‘personagem’ (ou a própria emoção) no rosto facilitam a identificação e rápida ligação emocional.

CORES TAMBÉM CAUSAM SENSAÇÕES

Significado-das-cores3.jpg

COMO APLICAR ISSO NO MARKETING?

Use imagens de pessoas reais nas suas campanhas e considere a possibilidade de utilizar rostos até mesmo nas landing pages, e-mails e site pra despertar algum desejo mais forte de ação. Segundo estudos feitos com ferramentas de eye-tracking, nosso cérebro, por padrão, irá olhar primeiro nos rostos que reconhecer na página.

Maximizando a Consciência, e Gerando Resultados
No final, o cérebro está buscando soluções que irão resolver seus pontos de dor. Mas a consciência é a chave. Aproveite o tempo para entender os clientes. Pensamento em um nível inteiramente novo e compreender suas necessidades. Aplique algumas (ou muitas) técnicas de marketing de neurociência para obter essa compreensão ou otimizar suas descobertas e, em seguida, comunicar-se de uma forma que serve os clientes para conduzir melhor resultados sem precedentes.

images

A Sucrilhos kelloggs patenteou a crocancia do cereal!

Qualquer outro cereal matinal não poderia criar a crocância que o paladar sente ao saborear o produto. Qualquer outra marca de cereal ao consumir o produto ele tem o aspecto de vidro moído, ou passa a sensação de que o produto esta vencido.

É necessário conhecer a mente do consumidor e criar um emocional mais direto no processo, a longo prazo, de conversão de compra de um produto ou serviço, oferecendo experiências de valor e proporcionando satisfação aos internautas.
Um estudo aprimorado do público-alvo e de seus comportamentos e reações é essencial.O neuromarketing abre um novo horizonte na pesquisa de mercado, trabalhando principalmente com imagens, emoções e o inconsciente.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s